›› Episódio: A Bala Perdida
Agostinho (Pedro Cardoso) está desesperado com a possibilidade de Beiçola (Marcos Oliveira) aumentar o preço do aluguel. Para que isto não aconteça, o taxista inventa um plano exagerado: coloca uma bala perdida na parede de sua casa. Bebel (Guta Stresser) pega o marido no flagra e desaprova a atitude, mas já é tarde, pois o pasteleiro entra na casa exigindo o pagamento com aumento. Agostinho fala que o imóvel está desvalorizado por causa da violência no bairro e mostra a bala perdida para Beiçola, que fica assustado com o acontecimento.

O pasteleiro procura Lineu (Marco Nanini) para se queixar, já que ele é presidente da associação de moradores, mas o fiscal está viajando e Nenê (Marieta Severo) diz que prefere esperar pelo marido. Assustados com a possível violência, os moradores se insurgem e pedem medidas urgentes. Marilda (Andrea Beltrão) sugere que paguem segurança privada, alarme e sistema de câmeras. Bebel cutuca Agostinho, já imaginando o quanto gastariam com a mentira inventada. Malandro, ele propõe que os vizinhos se unam e exijam seus direitos do governo. Marilda gosta da idéia e sugere um abraço simbólico na rua. Todos se unem e organizam o movimento, que repercute positivamente, e como resultado uma guarita da polícia é instalada na rua.

Agostinho, então, é eleito o novo presidente da associação de moradores. O que ele não esperava era que sua história fosse descoberta. Paulão (Evandro Mesquita) acaba confessando, em troca de alguns pastéis, as armações de Agostinho. Beiçola fica irritado, mas vê aí uma possibilidade de chantagear o taxista, já que Agostinho está cheio de moral, avisando que este é o preço do poder.

O episódio tem redação de Mariana Mesquita, Mauro Wilson e Bernardo Guilherme. A direção geral do programa é de Maurício Farias. [/yahoo]