O programa Manhattan Connection, exibido pelo canal pago GNT, discute neste domingo, dia 20 de junho, a partir das 23h, a liberdade de expressão que existe nos Estados Unidos.

Segundo os apresentadores do programa, o país tem tanta liberdade de expressão, que as pessoas têm direito para ofender, odiar e caluniar religiões, raças e minorias. Já no vizinho Canadá, a principal revista do país enfrenta processo judicial por ter tratado o islamismo com ironia. E na França, Brigitte Bardot, pagou multa por incitar o ódio racial.

Os apresentadores também comentam a nova palavra de ordem nos Estados Unidos: redução. Justamente neste país em que consumo excessivo é uma religião. Blogs e programas de televisão não param de dar conselhos minimalistas.

Depois, o assunto em pauta é Washington Heights, a área que vai da West 155th Street até a Dyckman (200th) Street, em Manhattan. O local já foi palco de batalha pela independência americana, cenário da guerra das drogas e do entra-e-sai dos imigrantes.

Para finalizar, o programa comenta a série de TV “Swingtown”, que embarca com nostalgia para 1976, o ano do bicentenário de independência americana, da liberdade improvável, da troca de casais e dos penteados de gosto questionável.