O programa Troca de Família, da Rede Record, traz na edição desta terça-feira (17), as 23h, a "velha" e tradicional disputa entre Brasil e Argentina. Nesta semana a atração troca de casa uma mãe argentina, com uma mãe brasileira.

Maria Isabel, de 48 anos, é a mãe argentina, que encabeça uma típica família moderna. Argentinos independentes, descolados e nada caretas. Ela nasceu na Espanha, morou nos EUA, foi punk e hoje mora na Argentina. Trabalha como maquiadora de cinema e faz curso de reflexologia. Maribel, como é chamada, não tem uma vida regrada e nem horários. Gustavo, o pai, é proprietário de um bar em San Telmo – um bairro próximo a Buenos Aires. Aos domingos, todos dão uma força no bar, inclusive Kira, de 18 anos, a única filha do casal, pois é o dia de maior movimento. Acostumados a conviver com turistas do mundo inteiro, não sabem que no Brasil possam existir negros com alto padrão de vida, até porque na Argentina quase não há negros.

Há 1.670km de Buenos Aires, em São Paulo, mora a brasileira, negra e muito batalhadora, Liliam, de 55 anos. Assim como seu marido, Luiz Carlos, vieram de famílias negras humildes e conquistaram estabilidade financeira a custo de muito trabalho e sucesso profissional. Hoje moram com conforto e a união da família é a característica mais importante. Os pais, três filhos e dois netos, que moram em uma casa com piscina, churrasqueira e carros na garagem, convivem com negros e brancos. O que quer dizer que são alvo de preconceito dos brancos e também dos negros. Liliam é biomédica, faz doutorado na USP, e divide o tempo entre pesquisas e a vida familiar. É ela quem mantém a casa em ordem e dá sempre a última palavra.