O programa "The Oprah Winfrey Show" é exibido de segunda a sexta, às 20h, pelo GNT. Nesta semana, o programa trata de um assunto traumático: o bullying – prática de importunar e intimidar pessoas menores ou mais fracas. Oprah conversa com duas mães de filhos que cometeram suicídio por não aguentarem esse sofrimento. Os programas são reprisados de segunda a sexta, às 7h30 e às 15h. Confira abaixo os destaques para esta semana.

Segunda-feira

Apenas dias depois de terem enterrado seus filhos, duas mães dão um depoimento comovente para Oprah. Os meninos morreram de um mesmo mal: o bullying, a prática que algumas pessoas dominadoras têm de importunar e intimidar pessoas menores ou mais fracas. As mães de Carl e Jaheem, dois meninos de 11 anos de idade, contam que seus filhos se mataram por não terem suportado a pressão que sofriam de outros colegas na escola.

Terça-feira

Oprah comanda uma entrevista exclusiva com Elizabeth Edwards, esposa do ex-candidato a presidência dos Estados Unidos, John Edwards. Pela primeira vez, desde divulgação do caso de seu marido com outra mulher, ela fala sobre o assunto. Desde quando John ingressou na vida política, Elizabeth sempre esteve presente em suas campanhas. Em dezembro de 2006, dois dias depois de John anunciar que iria entrar pela segunda vez na corrida presidencial, Elizabeth diz que seu marido lhe contou que havia quebrado a promessa. Ele tinha sido infiel.

Quarta-feira

Milhões de pessoas já ouviram falar sobre “O Segredo”, uma teoria que traz conceitos como "pensamento positivo" e "lei da atração" para a vida cotidiana. Nesse programa, Oprah entrevista a aclamada autora Louise Hay, considerada a mãe do pensamento positivo. A apresentadora conversa também com a autora e conselheira espiritual Martha Beck.

Quinta-feira

Os Estados Unidos e o mundo vivem uma das piores crises financeira e econômica da história e 13 milhões de americanos encaram o desemprego e as mudanças nas classes sociais. Os especialistas dizem que o fosso entre os ricos e os pobres está ampliando. O ex-secretário de trabalho da administração Clinton e professor da Universidade da Califórnia, Robert Reich, explica que, se comparado a outros países, os Estados Unidos não têm uma estrutura de classe estrita. Normalmente, uma família americana de baixa renda pode melhorar seu status social focando em dois fatores: renda e educação. Mas com a crise, essas premissas não têm mais funcionado.

Sexta-feira

Oprah e seus convidados, os atores Mark Consuelos e Ali Wentworth, recebem a atriz Jenny McCarthy para comentarem assuntos da atualidade.