Nesta segunda, 20 de julho, a TV por assinatura brasileira perde duas opções de programação com conteúdo nacional. Conforme noticiado pelo vcfaz.net, o Grupo Abril encerra às 23h59 as transmissões dos canais Fiz e Ideal. Transmitidos pelas operadoras TVA e Telefônica (além de pequenas operadoras regionais), os canais faziam parte da divisão "Canais Abril", que inclui também a MTV Brasil.

O vcfaz.net traz um histórico destes canais e dos motivos que levaram ao fim de suas transmissões. Confira as últimas informações veiculadas pelo site e relembre os vídeos que mostram um pouco sobre cada um deles.

›› Space e ManagemenTV substituem Fiz e Ideal na TVA/Telefonica
›› Telespectadores fazem campanhas pelo canal Ideal TV
›› Apresentadores do Ideal TV se despedem em blogs
›› Grupo Abril comunica encerramento dos canais FIZ e IDEAL

O anúncio do fim

No último dia 18 de junho, o Grupo Abril surpreendeu o mercado e os assinantes dos canais, ao anunciar o encerramento dos canais e o motivo que os levou a tomar esta drástica escolha. O aviso referia-se claramente ao grupo Globo, que não distribuia os sinais dos canais Fiz e Ideal nas operadoras NET e SKY, líderes de mercado. Veja sua íntegra:

São Paulo, 18 de junho de 2009 – O Grupo Abril decidiu suspender a partir de 30 de junho as atividades dos Canais Abril, dos quais fazem parte o Ideal e o FIZ, que há dois anos trazem conteúdo diferenciado em negócios e entretenimento. A decisão foi motivada pela dificuldade em romper uma barreira praticamente intransponível que existe no Brasil para a distribuição de canais pagos.

A Abril acredita que somente por meio de uma competição saudável, com foco no consumidor, é que se pode promover e estimular o surgimento e o fortalecimento de novos núcleos nacionais de produção audiovisual. “Há quase 60 anos buscamos levar o melhor conteúdo a todo o Brasil, independentemente do meio de comunicação ou plataforma utilizada. É a nossa missão e vamos continuar a seguir esse objetivo”, define Giancarlo Civita, presidente executivo do Grupo Abril.

O fim já era anunciado

A acusação do Grupo Abril em relação à barreira na distribuição de seus canais vai contra a própria atitude que a empresa tomou há pouco mais de um ano. Tudo teve início em 2008, quando a Canais Abril de Televisão (que na época programava os canais Fiz, Ideal e MTV Brasil) optou por uma medida um tanto radical. Para que continuassem com o sinal da MTV, as operadoras deveriam colocar em sua programação o Fiz e o Ideal. Caso contrário, nada feito.

Na época, os assinantes assistiram a uma verdadeira guerra entre as operadoras que carregavam o sinal da MTV e o Grupo Abril. Com a SKY, o tema foi às últimas instâncias e resultou na saída definitiva da MTV Brasil do line-up da operadora em 1º de junho de 2008 (no final de junho de 2009, a operadora foi obrigada a voltar a transmitir a MTV a antigos clientes da DirecTV, que fundiu-se com a SKY no país, para cumprir acordo com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica – Cade).

A MTV protestou publicamente na época (veja vídeo), e divulgou uma agressiva nota oficial ("SKY: TV é Isso? TV Não é isso.") – publicada na época pelo vcfaz.net. O efeito, no entanto, foi nulo. Não somente a MTV Brasil continua fora do ar para grande parte dos assinantes SKY, como os canais Fiz e Ideal deixaram de existir por não mais enxergarem horizonte na distribuição de seus sinais nas grandes operadoras. O fim estava anunciado, e aconteceu.

Sobre os canais


Ideal TV
Lançamento: 1º de outubro de 2007
Vídeo de lançamento: Assista no
Slogan: "Entretenimento que gera conhecimento" / "Perto de quem vai longe"
Site: www.idealtv.com.br

Ideal TV nasceu com a proposta de ser um canal de televisão por assinatura com 24 horas de programação dedicadas aos brasileiros que trabalham, fazem negócios, investem, inovam e têm estilo de vida. Informação e entretenimento foram a fórmula da Ideal TV para atrair uma audiência formada por profissionais que vivem o desafio diário de mostrar bons resultados para a empresa, manterem-se competitivos no mercado de trabalho e ainda ter tempo para a vida pessoal.

A grade de programação era formada por três núcleos de programas: gestão de negócios, gestão de carreiras e bem viver. Com isso, a Ideal TV se inseriu no segmento, conforme definição recente do jornal inglês Financial Times, de "business television", nicho televisivo que está se tornando altamente popular na Europa e Estados Unidos. A grade possuía cerca de 18 programas de produção própria, além de outros comprados de produtoras nacionais e internacionais (inclusive BBC).

+ Vídeos:
FIZ TV
Lançamento: 30 de julho de 2007
Vídeo de lançamento:
Assista no
Slogan: "A TV que você faz"
Site: www.fiztv.com.br

Idealizado pelo Grupo Abril seguindo o conceito de web 2.0, o Fiz trouxe uma convergência entre a telinha e a internet. Feito 100% com conteúdo criado pela audiência, tinha seu site como o princípio da programação: todo o conteúdo exibido na televisão era fornecido e selecionado pelo internauta, que podia ser remunerado por seus trabalhos. O canal era dividido em diversos blocos de programação, trazendo desde curtas-metragens de ficção, clipes de bandas independentes, esquetes de humor até animações.

Apesar do fim do canal, segundo seu blog oficial, o site Fiz continuará no ar normalmente, recebendo o conteúdo colaborativo dos internautas e continuando com a política de remuneração em um formato diferenciado, a ser divulgado em breve.

+ Vídeos: