O canal de TV por assinatura GNT exibe neste domingo, dia 11 de outubro, à meia-noite (de domingo para segunda), um episódio inédito do programa Irritando Fernanda Young com a participação do ex-jogador de futebol Raí.

Na entrevista, Fernanda Young aborda o sucesso do jogador aliado à beleza, o passado nos campos e o trabalho que desenvolve hoje em dia na ONG "Atletas pela Cidadania". O entrevistado ainda dá sua opinião sobre homossexualidade entre atletas do futebol.

Fernanda quer saber por que o futebol não admite a existência de jogadores gays. E Raí concorda: "A sociedade em si já é machista. O futebol é mais machista ainda. Então existe um preconceito muito grande. A gente sempre ouve falar de caras que assumem e são rejeitados. Espero que mude porque eu acho uma hipocrisia".

Tido como "bom moço" até no esporte, o ex-jogador afirma que seria mais ousado em campo se pudesse voltar atrás. "Sempre fui muito responsável taticamente, de pensar no time. No lado prático, é a comparação que fazem entre mim e o Sócrates (irmão de Raí). O Sócrates sempre foi mais genial do que eu, mas ele nem tem tanto mais técnica. Mas como eu era um cara mais responsável dentro de campo, não ousava tanto e a minha técnica não aparecia".