A TV Cultura exibe neste sábado, dia 3 de outubro, a partir das 21h30, uma edição inédita do programa Vitrine com a participação da atriz Lucélia Santos. A entrevista é comandada por Sabrina Parlatore.

Em um bate-papo descontraído, ela fala da peça As Traças da Paixão, em cartaz no Teatro Augusta, em São Paulo, e de sua ausência na mídia: "As pessoas acham que você tem que estar na mídia o tempo todo e de todas as maneiras. Eu não acredito nisso, pelo contrário, acho que isso vulgariza o trabalho do artista". E continua: "Se você não está fazendo novela, na Globo, e em horário nobre, não está fazendo nada. Mas se faz Big Brother ou A Fazenda, que as pessoas gostam, aí te acham o máximo… ficar ralando a ostra aqui [no palco] não".

Lucélia também conta detalhes de um projeto pessoal que envolve Brasil e China, denominado Destino, e que visa a aproximar afetiva e culturalmente esses dois povos. Trata-se de um longa-metragem que aborda a questão do destino por meio do conceito budista. Dirigido por Moacyr Góes, a produção deve chegar ao país em breve, em forma de minissérie para a televisão.