A TV Cultura exibe nesta quarta-feira, dia 13 de janeiro, a partir das 22h, uma edição do programa Roda Viva com Zilda Arns, fundadora da Pastoral da Criança. A pediatra estava em missão no Haiti e morreu no terremoto que atingiu o país.

A médica e sanitarista Zilda Arns, conhecida mundialmente por seu trabalho social ligado a Pastoral da Criança, esteve no centro do Roda Viva em 2001, onde falou, sobretudo, da necessidade de se cuidar dos mais humildes, da importância da prevenção, em se tratando de saúde, e da educação como fatores preponderantes para a qualidade de vida das pessoas.

Um dos momentos mais interessantes do programa acontece quando Zilda é questionada sobre o fato de a Pastoral ter um único financiador: o governo. Diante da indagação de que os governos têm memória muito curta e quando trocam os comandantes existe a possibilidade de o sucessor não dar continuidade aos bons projetos, Zilda interrompe: "Mas se vier um que quer acabar com isso aqui [a Pastoral], cai [o governo]. Não tem outra saída… [O governo] Não pode ser tão burro de acabar com a Pastoral da Criança".

Zilda Arns morreu nesta terça-feira (12/1), em um terremoto de 7 graus na escala Richter que atingiu o Haiti, quando a médica cumpria missão humanitária na região. Além de Arns, morreram pelo menos quatro militares brasileiros que servem na força de paz da ONU no país caribenho.