Cobertura in loco, boletins ao vivo na programação, reportagens especiais, Twittcam com os bastidores direto do estádio Lucas Oil, em Indianapolis, transmissão pioneira na rádio Estadão ESPN, eventos realizados em restaurantes e promoções nas redes sociais. Esta foi a importância que a ESPN deu ao maior evento esportivo dos Estados Unidos, o Super Bowl.

O retorno veio na devida proporção. Comparado com a transmissão da grande final da NFL de 2010, a audiência da partida entre New England Patriots e New York Giants, realizada no dia 5 de fevereiro, cresceu 132% em números absolutos, segundo o Ibope Brasil (8 mercados, fevereiro 2010/2012).

Nos públicos mais jovens masculinos o evento foi líder de audiência no horário e responsável por alavancar a audiência do canal durante a semana. É bom considerar que o evento foi também exibido na ESPN HD, o que certamente dividiu a audiência, que ainda não é avaliada pelo Ibope, e deve acrescentar em torno de 33% de público aos dados apurados.

A temporada NFL 2011/2012, incluindo 83 eventos, registrou 65% de acréscimo de audiência em relação a temporada anterior (70 eventos considerados no período), acompanhando a tendência crescente do interesse pelo esporte no Brasil.