Beijo gay ainda é assunto tabu na sociedade brasileira e toda vez que o assunto ganha cena e pode ser exibido na televisão uma onda de expectativas e críticas esquenta a discussão nas principais comunidades na internet. Nesta quinta-feira, dia 16 de fevereiro, a Rede Globo reacende novamente o debate ao exibir o episódio "Nunca fui beijado" do seriado Glee. A produção será exibida à 0h30 da madrugada de quinta para sexta e mostra episódio polêmico em que Kurt é vítima de homofobia e recebe um inesperado beijo.

Em "Nunca Fui Beijado", Finn e Sam encontram uma maneira estranha de controlarem suas vontades quando estão com as namoradas. E Kurt toma a coragem de se defender das ofensas. Mas o resultado é algo que ele nunca poderia imaginar.

Finn e Sam conversam sobre como se controlar durante os amassos com as namoradas, Rachel e Quinn, já que eles sabem que não irão além disso. Finn confessa que tenta pensar em algo perturbador, como lembrar de quando atropelou o carteiro. E Sam acredita que a treinadora Beiste é uma imagem desconfortante o suficiente.

Nos ensaios, Will revela ao Novas Direções que seus adversários na próxima seletiva serão o corla de um colégio só para meninos e outro de um colégio para adultos um tanto decadente. Ele designa a velha competição meninos contra meninas, mas Kurt confessa que isso não lhe motiva nem um pouco.

O garoto acaba indo espiar seus oponentes do colégio apenas para meninos e conhece Blaine, um jovem bonito e educado que é claramente o líder do coral. Ele se impressiona com o fato de eles serem estrelas em seu colégio, enquanto o Novas Direções é piada no colégio McKinley. Blaine, que também é assumidamente gay, aconselha o novo amigo sobre como lidar com os valentões e a aprender a se defender.

Enquanto isso, a ideia de Sam logo se espalha pelo colégio e chega aos ouvidos da treinadora. Magoada, ela pensa em deixar o McKinley. Mas uma conversa com Will pode resgatar a auto-estima da professora que admite que nunca foi beijada.