Realiza-se nos dias 15 e 16 de março, no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo, a sétima edição do Congresso TV 2.0, evento que mostra e debate as tendências em distribuição digital de conteúdos para TV.

O evento ocorre num momento de intensa movimentação no setor. As mudanças no ambiente regulatório e tecnológico da TV, a entrada de players como a Netflix, as novas parcerias de conteúdo das TVs conectadas e o lançamento dos serviços de VOD das programadoras geram novas oportunidades não só para produtores, mas também para fabricantes, emissoras e operadoras de cabo e telecom, desenvolvedores de softwares, detentores de plataformas de smart tv e fabricantes de televisores e caixas over-the-top.

Este ano, a abertura do evento será feita pelo keynote speaker Francisco Varela, diretor de parcerias globais do YouTube. Ele vai relatar a estratégia da plataforma para a oferta de conteúdos Premium e como o maior provedor global de vídeo online está migrando de serviço de vídeos gerados pelo usuário para o modelo de monetização de conteúdos profissionais.

Além de Francisco Varela, participam do Congresso TV 2.0 representantes das operadoras Net Serviços, Claro, Telefonica/Vivo; das programadoras Warner Bros, Globosat, Viacom, MTV, ESPN, os sites de conteúdo online Terra, NetMovies, TrueTech, além de fabricantes como LG, Samsung e Sony.

Estes executivos abordarão temas como o mercado de conteúdos para as plataformas on-demand; os novos modelos de comercialização de conteúdo para TV; a TV Social, como tirar o máximo do engajamento dos espectadores; a TV everywhere; as oportunidades que a distribuição digital gera para produtores de conteúdos.

O Congresso TV 2.0 é direcionado a um público formado por programadoras de TV por assinatura, emissoras de TV, distribuidoras de filmes e séries, produtores de TV e cinema, operadoras de cabo, DTH e telecomunicações, fabricantes de equipamentos, desenvolvedores de softwares, detentores de plataformas de smart tvs, fabricantes de televisores e caixas over-the-top.