Renata Ceribelli é a convidada do Marília Gabriela Entrevista que vai ao ar no próximo domingo, 11 de março, no GNT. Há três meses a jornalista conquistou o posto de âncora do ‘Fantástico’, um “programa de domingo à noite da família brasileira”, definido assim pela própria. Renata, que trabalha há 12 anos na atração, conta que não quis abrir mão de também fazer reportagens nesta nova fase. “Eu faço matérias também. Isso não vou largar.”

Apresentada por Gabi com a frase do escritor americano John Gunther “a primeira essência do jornalismo é saber o que se quer saber, a segunda é descobrir quem o vai dizer”, a convidada fez jus à escolha e expôs sua paixão pela profissão desde o início de sua carreira.

Durante a entrevista, as duas recordam toda a trajetória de Renata Caribelli pela televisão, desde o primeiro estágio como rádio-escuta na Rede Globo até sua recente conquista no ‘Fantástico’. Seus anos de experiência são consequência também de sua passagem por outras emissoras, como a EPTV – Ribeirão Preto, a EPTV – Campinas, SBT e TV Cultura.

“Minha grande escola foi no Vitrine (TV Cultura)”, assume Renata. Ela entrou como repórter na época em que a jornalista Leonor Correa comandava a atração e ficou por lá até assumir o comando do programa. Depois do ‘Vitrine’, trabalhou também no ‘Vídeo Show’, na TV Globo.

Renata e Gabi ainda concordam que iniciaram a carreira em uma época em que a presença de mulheres na redação não era comum e repórter de televisão, além de taxado de “alienado”, era discriminado como “segurador de microfone”.

Ao lado do parceiro Zeca Camargo, que divide com ela a apresentação do dominical, Renata escreveu um livro baseado no quadro de sucesso ‘Medida Certa’. Para ela, a obra é um mantra em sua vida: “Virou um estilo novo de vida. Na verdade, está muito mais natural. Foi uma grande transformação na minha vida pessoal, que começou como uma reportagem. Foram 14 centímetros de cintura perdidos em apenas três meses”, lembra a convidada.

Mãe de um casal de gêmeos – Rodrigo e Marcela -, a jornalista mostra que consegue conciliar a rotina puxada do trabalho com a vida pessoal. Renata folga apenas nas segundas e não tem horário para sair da redação. Para quem sonhava em se especializar em jornalismo rural, este cotidiano poderia parecer puxado, mas, para ela, é um prazer.

Marília Gabriela Entrevista – Renata Ceribelli
Domingo, 11 de março, às 22h.
Horários alternativos: domingo, 11 de março, às 3h30/segunda-feira, 12 de março, às 8h30 e às 13h/sexta-feira, 16 de março, às 21h e às 4h30