A série que mostra o esforço para recuperar a vida de adolescentes em prisões, Tratamento de Choque, está de volta ao A&E. A produção é inspirada no documentário de curta-metragem vencedor do Oscar em 1979, Scared Straight!, dirigido por Arnold Shapiro, que causou forte impacto no mundo inteiro devido ao retrato fiel e contundente do trabalho de intervenção a jovens prisioneiros de uma cadeia americana.

O objetivo desses profissionais era recuperar uma juventude presa a uma mentalidade voltada até então para o crime, as drogas e a violência. Ao longo dos anos, esse programa de intervenção, com a influência do filme dirigido por Arnold Shapiro, livrou diversos jovens desse pesadelo por todos os cantos dos EUA. Na série, o objetivo é o mesmo: acompanhar o trabalho de interventores profissionais tentando interromper a evolução de futuros deliquentes. Dentro e fora das prisões americanas.

Tratamento de Choque traz em cada episódio de uma hora um tipo diferente de programa que será utilizado com quatro ou cinco jovens problemáticos, de 11 a 19 anos, cuja rotina pré-encarceramento é mostrada ao telespectador, com detalhes. O passo seguinte é colocá-los dentro de uma prisão para que sintam na pele o que é viver atrás das grades. É onde começa a intervenção. A equipe ainda volta a encontrar esses jovens um período adiante para descobrir se eles estão realmente recuperados.

No primeiro episódio, em 1/5, terça-feira, às 22h, um grupo de adolescentes problemáticos vai parar na prisão do condado de Richland, na Carolina do Sul, e em apenas uma noite os garotos descobrem a diferença entre ser baderneiro e lidar com delinquentes realmente barra pesada atrás das grades.

Curiosidade: pela primeira vez, ao ser exibido na TV americana, as palavras fuck e shit não foram censuradas. No elenco, infratores juvenis como o traficante Mikie C, o informante da máfia Carlo Gallo e o membro de gangue Jerome Watts. O documentário ganhou dois prêmios Emmy.