Os visitantes do palácio de Hofburg de Viena podem admirar uma relíquia extraordinária. É nesse local que está guardada a Lança de Longino, tema do documentário A "Lança Sagrada", que o History exibe no dia 5 de abril, quinta-feira, ás 21h. Conta-se que um legionário romano cravara sua arma no lado de Jesus quando este se encontrava na cruz. Há quem acredite que por estar manchada com o sangue do Salvador, esta lança tenha adquirido um misterioso poder, capaz de tornar seu portador invisível. Não é de se surpreender que este artefato tenha sido objeto de cobiça por parte de personagens históricos, desde o Imperador Constantino até Adolf Hitler.

Já a lenda sobre "A Coroa Sagrada" é explorada no especial inédito das 22h. Os contos populares dizem que a magnífica relíquia da Coroa de Espinhos foi trazida para a Europa em 1239 por Luis IX, Rei da França. Seria esta antiguidade a mesma que os romanos colocaram na cabeça de Jesus? Desde a antiga Constantinopla até Paris, o canal seguira a incrível viagem que esta Coroa fez ao longo de 13 séculos.

Às 23h, em "A Túnica de Argenteuil e Trier", o especial relata os poderes mágicos atribuídos às peças encontradas em catedrais da França e da Alemanha. As características sobrenaturais da Túnica de Argenteuil começaram a ser mencionadas em 1152, quando os monges beneditinos de San Denis (França) restauraram o mosteiro de Argenteuil. Lá, em uma parede, esquecido por mais de 300 anos, foi encontrado um cofre de mármore que continha uma túnica, duas cartas, assinadas por Theodrade, filha de Carlos Magno. Muitos acreditam que seja a túnica sagrada de Jesus. Quarenta anos antes desta descoberta, outro manto foi encontrado sob a catedral de Trier, na Alemanha, com uma singularidade surpreendente: teria sido feito com um único fio contínuo, além de ter sido usada por Jesus. A túnica teria sido encontrada por Helena, mãe do Imperador Constantino, durante uma peregrinação a Jerusalém, e doado anos depois à igreja de Trier.