O “Marília Gabriela Entrevista” deste domingo, 27 de maio, às 22h, será com Marisa Orth, atriz, humorista e cantora. Gabi escolheu a frase “Fazer o que você gosta é liberdade, gostar do que você faz é felicidade”, do colunista e humorista americano Frank Tyger, para apresentar a convidada.

Marisa, que, atualmente, está em cartaz no teatro com a peça “A Família Addams”, falou sobre sua personagem, Mortícia, a matriarca da caricata família. “Me chamaram para fazer uma audição. É igual à produção americana, mas melhorada”, brincou. Ela continuou “o espetáculo já foi revisado duas ou três vezes. E vem a bíblia da maquiagem, a bíblia da peruca”. Para a atriz, este pode ser considerado o seu primeiro grande musical.

Ainda sobre o papel, Marisa revelou: “Foi uma viagem fisioterapêutica. Voltei para mim em termos físicos”. A atriz está com quilinhos a menos graças ao personagem.

Quando questionada por Gabi se já chegou a odiar Magda, a eterna “ignorante tapada” de “Sai de Baixo”, Marisa admitiu ter pensado que nunca a veriam de outro jeito. “Você precisa acreditar e confiar que sabe fazer mil outras coisas. Não fiquei estacionada por conta da Magda, sempre tive a oportunidade de viver outros papeis”.

Sobre o humor, a convidada contou que já levou um chacoalhão de Miguel Falabella: “Eu tinha preconceito. Ser atriz para mim era ser dramática”. Atualmente, se emociona com os feedbacks sobre seu trabalho. “Já ouvi de muita gente que fui curativo fazendo comédia”, disse Marisa.

Para finalizar o programa, a convidada escolheu a seguinte frase: “O inferno sou eu.