Inspirada na sensualidade, nas belas paisagens e na moral conservadora da Bahia dos anos 20, a Rede Globo criou uma abertura totalmente artesanal para ‘Gabriela’, a nova novela das 23h. Cerca de 150 quilos de areia colorida, vindos do Ceará, foram usados pela equipe de Videografismo da Central Globo de Comunicação para retratar seis paisagens e cenários importantes da trama, que haviam sido criados em aquarela pelo artista Mello Menezes.


Foto: TV Globo / Estevam Avellar

Os temas que estamparam a vinheta da primeira versão da novela, há mais de 35 anos, serviram de inspiração para a equipe de Hans Donner, que retratou em areia seis painéis de 1,5 metro de largura por um metro de altura Entre eles estão a sensualidade da protagonista, as belezas da Bahia, a paisagem da caatinga, a boemia do Bataclã e a moral conservadora que dominava o estado nos anos 20, dominado por coronéis. Tudo feito de maneira artesanal, sem a ajuda de recursos de computação gráfica.


Foto: TV Globo / Estevam Avellar

Efeitos que simulam o vento, as ondas do mar e pingos de chuva – estes filmados com uma câmera especial capaz de captar imagens em mil frames por segundo, revelando detalhes imperceptíveis a olho nu – servem de transição entre cada um dos ambientes retratados. A trilha sonora da abertura é a mesma da primeira versão: “Modinha para Gabriela”, de Dorival Caymmi, na voz de Gal Costa.

Baseada na obra de Jorge Amado, ‘Gabriela’ estreia nesta segunda-feira, dia 18, é escrita por Walcyr Carrasco, com direção de núcleo de Roberto Talma e direção geral de Mauro Mendonça Filho.