Na manhã de 7 de julho de 2005, Londres vivenciou aquele que foi o pior ato de terrorismo no Reino Unido desde o Atentado de Lockerbie, em 1988. Ao todo, foram 52 mortes e mais de 700 feridos após quatro explosões que atingiram três trens do metrô e um ônibus de dois andares, provocando a interdição total do London Undergoround e das ruas próximas à estação.

O especial 7/7 – Ataque em Londres, que o HISTORY exibe sete anos depois dos ataques, no dia 2 de julho, segunda-feira, às 22h, mostra a tensão que os atentados causaram em toda a Europa. Por meio de entrevistas emocionantes com os sobreviventes, o programa reconstitui os momentos mais dramáticos e analisa o período histórico em que se deram os fatos. Chamava a atenção a capital inglesa ser palco do 31º encontro do G8, à época, e ter sido escolhida sede das Olímpiadas 2012 um dia antes do ocorrido. Dado esse cenário, naturalmente, as suspeitas recaíram sobre a Al-Qaeda, organização fundamentalista árabe acusada de também ter planejado o ataque às Torres Gêmeas em 11 de setembro 2001.

O medo fez com que países como Alemanha, Canadá, Estados Unidos e França redobrassem seus cuidados, principalmente, em relação ao transporte público. Já no Reino Unido, a segurança foi elevada ao maior nível de alerta e todos os pacotes suspeitos encontrados em Endimburgo, Brighton, Coventry, Southampton, Portsmouth e Darlington foram destruídos.