No mês em que se comemora o Dia Internacional do Orgulho Gay, o Infinito Docs apresenta "O Pior Lugar do Mundo para ser Gay", no dia 24 de Junho, às 22h. Este é um documentário da BBC que expõe uma dura realidade. Uma obra que revela a vida dos gays em um país, a Uganda, onde vários indivíduos não podem viver a sua sexualidade livremente e pagam por isso com a própria vida. A homofobia é um sentimento generalizado entre a população, que acredita que medidas como a prisão e até a pena de morte são desejáveis para os homossexuais.

Nesse cenário, um deputado está promovendo a aprovação de uma lei antissodomia para punir o "acobertamento" de comportamentos homossexuais. Scott Mills, famoso DJ britânico e homossexual, comprova à primeira vista esse panorama e entrevista o próprio deputado, a quem ele confessa sua homossexualidade com consequências quase penosas. O documentário se aprofunda nos problemas que os gays ugandeses enfrentam devido à sua simples opção sexual: marginalização, condições de vida deploráveis, abusos e violência.


Cena do documentário produzido pela BBC
Divulgação/Infinito

A maturidade e a compreensão de muitas sociedades com respeito às preferências sexuais dos seres humanos estão tão presentes no nosso cotidiano, na vida política e nos meios de comunicação que é difícil imaginar que em alguns lugares do mundo a homossexualidade ainda seja ilegal e, o que é pior, vista como algo pecaminoso.

O documentário "O Pior Lugar do Mundo para ser Gay" estreia no dia 24 de Junho, às 22h, no Infinito.