A Oi iniciou, na última quinta-feira (14/06), a degustação de serviços de telefonia móvel de quarta geração (4G) na Rio+20, evento da ONU sobre sustentabilidade que começou no dia 13 de junho. Com o apoio da Nokia Siemens Networks, a empresa está fazendo uma degustação da tecnologia LTE para a imprensa e demais participantes do evento em seu estande no pavilhão 1 do Riocentro, principal estrutura da conferência. A conexão é oferecida na freqüência de 2,6GHz e com velocidades de até 100 Mbps.

Antes mesmo do 4G entrar em atividade no Brasil, o projeto elaborado pelas companhias já mostra que ambas estão na vanguarda. A Oi não apenas dá uma demonstração do que está por vir ao mercado brasileiro, como também mostra novas ferramentas que possibilitarão um nível muito mais sofisticado da gestão da experiência individual do cliente. O SAI (Serve@onceintelligence), sistema de monitoramento da Nokia Siemens Networks, permite que a operadora acompanhe a operação da rede móvel em tempo real, dessa forma podendo ver e ajustar também seu desempenho, por célula e por usuário.

Além do LTE, a Oi, também com o suporte da Nokia Siemens Networks, está oferecendo conexão 3G HSPA+, uma forma mais avançada de 3G, em várias regiões da Orla do Rio de Janeiro, em velocidades de até 21Mbps por segundo.

Luis Alveirinho, Diretor de Desenvolvimento e Engenharia de Rede da Oi, lembra que o teste realizado pela companhia durante a Rio+20 é pioneiro no Brasil. “A Oi realizou diversos testes da tecnologia LTE, em laboratório e em campo, e agora quer otimizar seu acesso à tecnologia 4G de modo a fortalecer sua competitividade no mercado. E o consumidor sentirá a diferença: o 4G vai oferecer mais capacidade, mais velocidade e maior eficiência na conexão de internet móvel. O aumento de usuários de banda larga móvel irá exigir grandes aumentos de capacidade das redes celulares, com especial incidência em centros urbanos”, afirmou.

Para Alexis Facchina, diretor de vendas da Nokia Siemens Networks, o projeto está completo e será uma espécie de piloto para a Oi. “O usuário ficará surpreso com a velocidade e a estabilidade possibilitada pelo LTE. A eficiência é indiscutivelmente melhor e nossa tecnologia atinge as menores taxas de latência disponíveis, o que se traduz em respostas mais rápidas e uma experiência de usuário sem precedentes”, comenta.

A Nokia Siemens Networks é líder global em número de contratos de LTE e a parceria com a Oi vem de longa data. Recentemente, a Nokia Siemens participou, com sucesso, dos testes preliminares da Oi com esta tecnologia inovadora.