O presidente da Anatel, conselheiro João Rezende, apresentou ontem, 19, na Rio+20 (Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável), propostas para incentivar o desenvolvimento das telecomunicações no País, promover a inclusão social e minimizar o impacto ambiental do setor.

Em seminário promovido pela União Internacional de Telecomunicações e pelo Ministério das Comunicações, João Rezende informou que a Anatel estuda medidas para regulamentar mais detalhadamente o descarte de baterias utilizadas por produtos de telecomunicações, em conformidade com as normas do Ministério do Meio Ambiente.

Também está prevista a elaboração de regulamento sobre certificação de equipamentos, com vistas a conferir um "selo verde" para os produtos mais eficientes e com menor impacto ambiental.

O presidente da Anatel disse ainda que a Agência estuda mecanismos de incentivo para que as empresas de telecomunicações adotem práticas que as credenciem a integrar o Índice de Sustentabilidade da Bovespa. O ISE é composto por ações de empresas listadas que possuem as melhores práticas em sustentabilidade.

Outra sugestão é a inclusão de uma linha de pesquisa "verde" para telecomunicações, com financiamento de recursos do Funttel.

O conselheiro Marcelo Bechara também integrou a delegação da Anatel nop seminário.