Um livro que ninguém consegue ler e tem intrigado padres, matemáticos, cientistas e até reis, há um século, é tema do documentário inédito O Misterioso Código Voynich que o HISTORY apresenta 23 de julho, segunda-feira, às 23h.

Assim é o manuscrito Voynich, um livro ilustrado com um conteúdo incompreensível, que nunca foi interpretado e desafia os aficionados pela relíquia medieval, incluindo inúmeros criptógrafos em diferentes décadas. Escrita em pergaminho (com 122 folhas, num total de 204 páginas com ilustrações, cartas e figuras humana, o manuscrito tem 16 cm de largura, 22 de altura, 4 de espessura), a obra foi descoberta nas proximidades de Roma (Itália), em 1912, pelo livreiro Wilfrid Voynich, que dedicou parte de sua vida para tentar decifrar o mistério, porém morreu 18 anos depois, sem alcançar seu objetivo.

Quase um século depois, em 2011, um grupo de pesquisadores da Universidade do Arizona conseguiu decifrar quando o manuscrito foi escrito a partir do usando do radiocarbono, de modo que hoje, ao menos se sabe que ele data do início do século 15, 100 anos a mais que os estudiosos previam.