Parentes preguiçosos, vizinhos invejosos e crianças em fuga. Esses são problemas recorrentes em uma família comum, a diferença é que o novo documentário do +Globosat, "Lions Of Crocodile River", trata de uma família de leões. Filmado ao longo de três anos, durante as mais extremas mudanças climáticas na África, o programa se passa em um canto impiedoso da savana africana, no coração do Luangwa Valley. Lá, leões lutam por sobrevivência e supremacia e o futuro deles depende do sucesso das leoas. Será que elas terão seus filhotes para dar continuidade à família?


"Lions Of Crocodile River" é destaque no +Globosat
Divulgação/+Globosat

Mfumu, que significa "chefe", é o líder da alcateia. Ele é um guardião inexperiente, já que é incomum para um macho tão jovem liderar um bando de seis fêmeas. E isso não passou despercebido pelo macho rival, na margem oposta. Agora, apenas o rio cheio os mantém separados. Essa alcateia vive em uma margem com a maior concentração de crocodilos do mundo, motivo pelo qual Mfumu e suas fêmeas não conseguem criar seus filhotes há mais de três anos. Os crocodilos atacam os indefesos filhotes e, se a alcateia não crescer, ela pode acabar. Depois da leoa Chipazuwa ter dois filhotes, eles estão na mira dos crocodilos. Além disso, em breve a maré vai baixar e permitir que seus rivais do outro lado da margem cheguem ao local onde Mfumu e suas leoas vivem. Será que o líder da outra alcateia vai tirar o bando de Mfumu?

"Lions Of Crocodile River" leva o telespectador até o coração do Luangwa Valley, um lugar onde os territórios são redefinidos na medida em que a maré do Rio Luangwa enche ou esvazia. Ao longo do tempo a água muda seu caminho e deixa para trás lagos e lagoas. Ajudando os crocodilos, esses espelhos de água atraem presas sedentas e cansadas que tentam fugir do calor escaldante. Mas os répteis esperam esses animais com um armadilha mortal.

"Lions Of Crocodile River" vai ao ar na quinta-feira, dia 21 de março, às 23h.