Colônia Angolana, episódio inédito da série Coleções – que integra um grupo de documentários com o tema Colônias de Imigrantes -, aborda a vida, a cultura e a culinária destes estrangeiros que deixaram seu país durante a guerra e vieram para o Rio de Janeiro. A atração vai ao ar no dia 18 de abril, quinta, às 21h30, no SescTV, e também discorre sobre a relação entre o Brasil e Angola. Belisario Franca assina a direção geral.

O programa conversa com Suzana, uma cabeleireira que, após permanecer por seis meses sob o cativeiro da União Nacional para Independência Total de Angola – Unita, durante a guerra em seu país, mudou-se para o Brasil em 2002 em busca de trabalho e uma vida melhor. Suzana é neta de um soba, nome dado, na África, a chefe de um povoado ou de um grupo. Seu avô desapareceu durante os conflitos e nunca mais foi visto.

Conhecido em seu país, o DJ Falcão, que toca ritmos do seu país e africanos, decidiu vir para o Brasil para estudar Engenharia da Computação. Ele comenta sobre o dia-a-dia e as amizades no Rio de Janeiro. Garcia Zacarias, maestro do Coral Africano Amor do Senhor, procedente de Luanda, expõe as dificuldades encontradas quando chegou ao Brasil com pouco dinheiro, e conta como montou o coral.

O episódio mostra entrevistas com o professor Jonuel Gonçalves, que fala sobre a guerra em Angola e a imigração de angolanos para o Brasil; além de destacar a facilidade de integração que os angolanos têm com a cultura brasileira.