globo Dando seguimento às ações para a organização da área de gestão da TV Globo, o diretor geral Carlos Henrique Schroder anunciou a criação da Direção de Planejamento e Gestão, que incorporará as áreas de Recursos Humanos, Infra-Estrutura, Patrimônio e Engenharia e será comandada pela executiva Rossana Fontenele. Segue comunicação interna feita hoje por Schroder aos funcionários:

Como os mais próximos já sabiam, mesmo antes de eu assumir, Érico Magalhães pediu para permanecer no cargo apenas até o fim do período de transição entre a gestão de Octavio Florisbal e a minha. Respeitando o desejo dele, fizemos ao longo dos últimos meses um reestudo de áreas, que recomendou a criação da Direção de Planejamento e Gestão, que vai incorporar também a CGIAP, até aqui comandada por Tom Flórido, Recursos Humanos, e a Engenharia, dirigida por Fernando Bittencourt . Essa nova diretoria será liderada por Rossana Fontenele, cujo nome surgiu naturalmente diante da definição da nova estrutura. Ela vem da DGCorp, e, além de conhecer muito bem a casa, tem uma formação sólida, enorme experiência, tendo já vencido inúmeros desafios, o que a faz ser reconhecida por todos como um talento raro. Rossana está há mais de quinze anos nas Organizações Globo. Foi diretora da então Globocabo e CEO da Sky. De 2002 a 2005, teve atuação essencial no processo de renegociação da dívida das OGs, e, depois, na criação da nova estrutura de gestão das OGs, como diretora de Planejamento, Controle e Acompanhamento de Negócios da DGCorp.

Com essa reestruturação, a área de RH terá um novo comando: Vanessa Pina, uma especialista no setor. Vanessa vem da Sul America Seguros, onde ocupava o cargo de diretora de Capital Humano e Administração, depois de passar pela Souza Cruz e Johnson & Johnson. Na TV Globo, Vanessa terá a responsabilidade de manter o que é uma marca nossa: ter pessoas e equipes com as competências necessárias, remuneração estimulante e a plena motivação para buscarmos produtos cada vez melhores dentro de um clima de tranquilidade.

Haverá, claro, um período de transição para que Rossana e Vanessa estruturem as duas novas áreas. Só depois disso é que Érico deixará a casa. As mudanças se efetivarão em maio.

Érico sai e fica. Pode parecer uma contradição, mas não é. Fica, porque deixa um legado enorme, que sequer caberia em poucas linhas. Além de um ser humano de caráter exemplar, Érico é visto por todos nós como um mestre: cordato, sabe analisar um problema por diversos ângulos, antever problemas no horizonte e propor soluções sempre negociadas. Vale recordar, entre muitos, alguns feitos: ele foi decisivo na superação da crise de 2002 e ajudou a reestruturar profundamente área por área da empresa, sempre com espírito inovador e desbravador. Ouvi de Roberto Irineu, presidente das Organizações Globo, o comentário: “Érico foi um dos principais responsáveis pela modernidade na gestão da TV Globo”. Por tudo isso, agradecer ao Érico é pouco. Ele sabe que a sua emoção e a sua sensibilidade seguirão presentes no dia a dia desta empresa.

Tom Flórido, todos sabem, sempre liderou projetos importantes e cuidou de áreas essenciais ao bom funcionamento da empresa. Com espírito aberto, criativo, sempre disposto a colaborar, ajudou a Globo a estar, física e tecnologicamente, à altura de seus desafios. Foram quase 15 anos de uma colaboração intensa, comandando uma equipe talentosa, o que fez com que as diversas áreas da empresa tivessem o suporte necessário para o seu bom funcionamento. Tom também fará a transição na sua área.

A Engenharia segue sob a liderança do Fernando Bittencourt.

Obrigado aos que saem e muito boa sorte às novas companheiras.

Um abraço, Carlos Henrique Schroder”.