Em maio, três programas do Canal Brasil estreiam novas temporadas. Estão programadas a sétima temporada de "O Som do Vinil", a oitava de "Zoombido" e a terceira temporada de "História Sexual da MPB".

Idealizada e apresentada pelo jornalista Rodrigo Faour, "História Sexual da MPB" (12 de maio, às 21h) chega à sua terceira temporada, desta vez, com uma pegada diferente: os episódios, antes temáticos, agora têm como protagonistas importantes personagens da MPB, que falam sobre amor, sensualidade e erotismo, tudo sem papas na língua. Marcam presença na atração os intérpretes Ivan Lins, Eduardo Dussek e Martinho da Vila; as cantoras Paula Toller, Joyce, Vanusa, Wanderléa, Adelaide Chiozzo, Dóris Monteiro e Lana Bittencourt; e as saudosas Ademilde Fonseca e Carmélia Alves. Em pauta, está a relação de cada um desses nomes com a história sexual da música brasileira e a evolução do assunto em suas obras. O programa de estreia homenageia um dos grandes ícones do gênero romântico: o cantor Wando. Falecido em fevereiro de 2012, ele deixou uma legião de fãs e uma coleção estimada em 17.000 calcinhas. Na entrevista, ele fala sobre composições que marcaram sua carreira e a utilização de metáforas para driblar a censura, além de uma canção que permaneceu inédita e é, desde já, um clássico brega: "Vou te Conectar", cuja letra trata de sexo virtual.


Charles Gavin volta em "O Som do Vinil"
Divulgação/Canal Brasil

Em "O Som do Vinil" (17 de maio, às 21h30), o ex-baterista dos Titãs, Charles Gavin, retorna mais uma vez para mostrar curiosidades e detalhes dos bastidores de álbuns que se transformaram em verdadeiros clássicos da MPB. Com o objetivo de resgatar e, acima de tudo, preservar a memória musical do país, o anfitrião convoca músicos, compositores, jornalistas e especialistas para um bate-papo descontraído. Nesta sétima temporada, Charles convida o assinante a conhecer as histórias que permeiam a criação, produção e gravação de LPs como Cássia Eller (1994); Wave, Stone Flower e Tide (Tom Jobim); Bênção, Bossa Nova (Leila Pinheiro); Ando Só numa Multidão de Amores (Maysa); Verão (Jorge Aragão); Lá Vem o Brasil Descendo a Ladeira (Moraes Moreira); Minas (Milton Nascimento); Os Afro-sambas (Vinicius de Moraes e Baden Powell); e Antologia do Samba Canção Volumes 1 e 2 (Quarteto em Cy).

Na estreia, a série presta uma homenagem a um dos maiores cantores brasileiros de todos os tempos: Emílio Santiago. Falecido em março de 2013, o intérprete deu uma de suas últimas entrevistas ao anfitrião – dividida em dois episódios –, na qual revisita a carreira e discografia, falando especialmente de Aquarela Brasileira Vol.1. Lançado em 1988, o vinil foi o pontapé inicial de um projeto que rendeu mais seis volumes, garantindo a Emílio uma popularidade até então nunca experimentada. Os programas rendem conversas com nomes como Nando Reis, Roberto Menescal, Ruy Castro, Sérgio Cabral, Paulo Jobim, Teresa Cristina, Leila Pinheiro, Jorge Aragão, Milton Nascimento e Moraes Moreira, dentre outros.

Já em "Zoombido – Memórias Artesanais" (30 de maio, às 21h30), o cantor e compositor Paulinho Moska está de volta para mais uma temporada de Zoombido, agora já em seu oitavo ano de existência. Dando prosseguimento aos encontros com grandes personalidades da música brasileira, Moska descobre as influências e a força inspiradora dos diversos artistas que recebe. Além de produzir apresentações exclusivas com os entrevistados, Moska traz à luz momentos marcantes na vida e trajetória dos entrevistados, suas canções prediletas e influências. Marcam presença na atração Luiz Nicolau e Luiz Guilherme (Inimigos do Rei) – no episódio, o anfitrião comenta seu próprio processo de criação –; Chimbinha e Joelma (Banda Calypso); Leci Brandão; Paulinho Boca de Cantor; Felipe Catto; Siba; Tico Santa Cruz; Luiza Possi; Tiê; e Beto Bruno e Marcelo Gross (Cachorro Grande), dentre outros. A estreia será com o originalíssimo Tom Zé, conhecido por suas performances inovadoras e inusitadas.