id Traições, triângulos amorosos, romances tórridos e clandestinos são temas que deixaram de ser apenas de novelas. Relacionamentos extraconjugais empreendidos por homens e mulheres são abertamente discutidos por novelas, filmes, noticiários ou conversas ocasionais. Os possíveis desfechos também são conhecidos: entre eles a eminente tragédia, caso a parte traída seja capaz de cometer um crime. Contudo, existem casos que desafiam os limites da realidade ao apresentarem os elementos de um enredo que poderia perfeitamente servir à ficção. A partir de sexta-feira, 24 de maio, às 22h, o ID – Investigação Discovery reconstitui essas histórias reais de aventuras amorosas que parecem saídas novelas e outras obras ficcionais com a estreia da série "Paixões Perigosas".


Adriane Galisteu em cena de episódio de "Paixões Perigosas"
Divulgação/ID

Apresentados e narrados por Adriane Galisteu, os dez episódios de "Paixões Perigosas" contam as histórias de dois crimes passionais a cada semana, a partir de reconstituições e depoimentos de familiares e autoridades. "É um trabalho muito diferente de tudo que já fiz na televisão e como uma pessoa movida a desafios está sendo uma excelente experiência. Sempre assisti a programas de crime e investigação, mas nunca imaginei que estaria envolvida em um deles", explica a apresentadora.

Do casal apegado à doutrina cristã e acima de qualquer suspeita, aos colegas de trabalho que começaram inadvertidamente um flerte perigoso com uma troca de olhares, "Paixões Perigosas" revive casos que deram errado por conta da imprevisibilidade das reações humanas – enquanto alguns sucumbem aos rompantes de luxúria ignorando os votos de confiança e fidelidade, outros podem revelar-se assassinos cruéis quando descobrem que tiveram a honra atingida.

"Paixões Perigosas" estreia dia 24 de maio, às 22h no ID – Investigação Discovery.