globo No ‘Globo Mar’ desta semana, a repórter Poliana Abritta embarca em uma bela viagem pelo litoral do Ceará. Partindo de Fortaleza, a equipe navegou pelo litoral leste do estado, na chamada Rota das Falésias, onde estão as famosas praias de Morro Branco, Canoa Quebrada e Praia Redonda. Em Icapuí, a cerca de 200 quilômetros da capital já na divisa com o Rio Grande do Norte, a equipe conhece os segredos da pesca da lagosta, um dos frutos do mar mais cobiçados do mundo. O programa vai ao ar nesta quinta-feira, dia 20, logo após ‘Pé na Cova’.

[creditos:815cb848c2]
Divulgação / Globo[/creditos:815cb848c2]

Principal atividade econômica exercida pelas comunidades do município, ao longo de seu litoral de cerca de 40 quilômetros de praias, a pesca da lagosta é controlada por órgãos de defesa do meio ambiente. “A lagosta está ameaçada de extinção e sua pesca é controlada por normas rígidas, entre elas, um período de defeso que terminou no último dia 31 de maio”, conta Poliana. Na praia da Redonda, que se destaca por ter a maior frota à vela da cidade, o telespectador conhece como funciona a prática responsável da pesca de lagosta pelos nativos, que utilizam somente armadilhas para a captura, respeitam a época de defeso e devolvem ao mar as lagostas “miúdas”, que estão abaixo do tamanho mínimo permitido por lei. Durante o tempo em que ficam proibidos de pescar, os trabalhadores cadastrados pelo governo federal recebem um salário mínimo por mês para garantir o sustento das famílias.