gnt Após o sucesso de “Viver com Fé”, o GNT lança a série de quatro documentários “Fé na Vida”, que reúne algumas entrevistas feitas por Cissa Guimarães no programa, além de contar com material inédito. A atração estreia na quarta-feira, dia 12 de junho, às 23h30.

[creditos:2d7c188724]
Divulgação GNT [/creditos:2d7c188724]

A cada documentário, um tema diferente. No primeiro, intitulado “Uma fé sincrética: Ogum, São Jorge e outros santos”, Cissa vai a Xerém encontrar Zeca Pagodinho. Lá eles falam da fé do cantor, de como ele encara e pratica sua religião – não só em seus rituais, mas também ajudando as pessoas. O cantor celebra a cada dia. No convívio de sua amada família, amigos e santos de sua devoção a sua espiritualidade e fé sempre com muita alegria. Cissa também encontra Milton Nascimento, que faz um poderoso depoimento de como a fé se manifesta para ele, conta experiências extrassensoriais que viveu durante a vida e a descoberta de que o palco é seu verdadeiro templo. Milton teve uma infância dolorida e difícil, marcado pela perda precoce de sua mãe. Cantava para espantar a tristeza e hoje canta para trazer alegria. Além disso, Cissa pega carona com o taxista Marcelo, que é muito devoto de São Jorge. No passeio, ele a leva à Igreja do Guerreiro e lhe conta sua história de profunda devoção.

O segundo documentário, exibido no dia 19, aborda a superação e conta com a participação de dona Virgínia, Daniel Camaforte e Pregador Luo. Ela nasceu com um problema em uma de suas pernas, venceu os preconceitos, aceitou e acreditou nos desígnios de Deus e formou uma bela família. Já Daniel fala da sua vitória contra as drogas e a AIDS e prega a fé e a alegria. Curado da doença, ele é pai de filhos saudáveis. Na conversa com Pregador Luo, Cissa descobre um pouco mais da história do rapaz usa a música rap para espalhar a fé.

No dia 26, é a vez de “Fé na alegria: a fé que transforma a dor”, que mostra descobertas através de um caminho de morte e renascimento. Com Álcio, Cissa entende a filosofia zen-budista e como ela pode ser uma poderosa aliada ao longo da vida. Com Miguel Falabella, seu velho amigo e companheiro, ela aprende que é da dúvida que se faz a fé e dessa fé que se semeia o amor. E, com a jovem Viviane, Cissa percorre as dores e as alegrias da maternidade.

No quarto e último documentário, que vai ao ar no dia 3 de julho, os convidados são pessoas que usam sua arte como oração, seja através da música ou do teatro. Gilberto Gil fala sobre a sua “não religião”, dizendo que quando não se acredita em Deus, ele pode ser tudo e qualquer coisa. Enquanto isso, Maria Bethânia conta como a fé foi crescendo e se modificando em sua vida, além de falar sobre sua relação com o candomblé. Por fim, a atriz Ana Rosa relata de que forma a perda de dois filhos a aproximou do espiritismo.