ae A captura e a caça de crocodilos é rigorosamente regulada no estado da Luisiana, onde existe um programa de administração de répteis que implementa medidas de conservação do ecossistema dos pântanos. Ou seja, naquelas terras distantes só é permitido aos caçadores exercer sua durante 30 dias do ano e, ainda assim, em determinados pântanos e águas costeiras de Atchafalaya. "Mergulhados no Pântano", grande sucesso do A&E, volta ao canal para sua quarta temporada. A equipe vai à Luisiana para acompanhar este importante período para a região e o trabalho de destemidos caçadores que mantêm vivas as tradições e a alma do norte do país.


Os texanos que protagonizam "Mergulhados no Pântano"
Divulgação/A&E

Os protagonistas dessa série são, literalmente, “gente do pântano” e conservam um estilo de vida que já data 300 anos e se distancia muito da tecnologia e da globalização do mundo moderno. Instalados num dos locais mais impenetráveis do estado de Luisiana, onde se encontra o maior pântano dos Estados Unidos, esses pantaneiros vivem num mundo selvagem, onde os costumes locais do povo cajun ainda são preservados e a natureza ainda domina o homem. Eles demonstram ousadia ao enfrentar os temidos répteis.

No episódio de estreia, dois texanos recém-chegados tentam impor seu estilo nos pântanos da Luisiana e querem conquistar o título de o Rei do Pântano de Troy Landry. Para piorar a situação, um furacão encurtou a temporada de jacarés e ninguém está disposto a levar o desafio na esportiva. Em seguida, a hospitalidade finalmente acaba quando Landry enfrenta os texanos recém-chegados. Para isso, ele vai usar seus filhos experientes, que encontram com um grande exemplar do réptil. Enquanto isso, um dos caçadores estrangeiros vai ficar sem balas no momento menos oportuno.

Quarta temporada de "Mergulhados no Pântano" estreia em 12 de agosto, às 22h no A&E.