id "Justiça Final" é a nova série do Investigação Discovery, que procura evidências para solucionar assassinatos que, apesar de não resolvidos, trazem indícios de autoria por parte de três criminosos já condenados. Para isso, o criminologista especializado em assassinos em série e professor da Universidade de Birmingham, David Wilson, utiliza sua experiência no estudo destes crimes reais que provavelmente nunca seriam atribuídos a indivíduos já julgados e condenados.


David Wilson (à esq) durante investigação
Divulgação/ID

Em "Justiça Final", Wilson investiga a trajetória de três homens que recentemente receberam sentenças superiores a 100 anos de prisão: Peter Tobin, condenado pela morte de três mulheres, Robert Black, condenado por violentar e matar quatro meninas com idades entre cinco e onze anos, e Steve Wright, o "Estrangulador de Suffolk", condenado pelo assassinato de cinco prostitutas. Com acesso a entrevistas com policiais encarregados das investigações, gravações dos interrogatórios e provas coletadas nas cenas dos crimes, Wilson examina em detalhes os crimes já atribuídos a estes assassinos para, em seguida, traçar os respectivos perfis psicológicos e modus operandi de cada um deles. Depois, com o auxílio das mais recentes técnicas de análise criminológica, Wilson compara os crimes que tiveram a autoria assumida com outros que ainda não foram resolvidos.

"Justiça Final" estreia dia 29 de agosto, às 19h no Investigação Discovery.