globo O CARF – Conselho Administrativo de Recursos Fiscais, do Ministério da Fazenda, chegou a uma decisão sobre um recurso administrativo aberto pelas Organizações Globo contra uma cobrança de R$ 713 milhões do Fisco Federal. Após análise, o Conselho rejeitou os argumentos apresentados pela empresa conta a autuação da Receita Federal em uma ação movida sobre o aproveitamento de ágio na reestruturação societária entre empresas do grupo.

O montante cobrado pela Receita Federal era referente aos impostos sobre operações realizadas entre os anos de 2005 e 2008 que resultaram em recolhimento menor de impostos em relação aos valores devidos. De acordo com o jornalista Lauro Jardim, da Revista Veja, a correção do valor da multa a ser paga pode totalizar 1 bilhão de reais.