filmarts O canal de televisão por assinatura Film&Arts apresenta em novembro um ciclo especial composto por uma ópera e 3 documentários que mostram, de diferentes ângulos, como a guerra afetou as criações dos artistas, suas vidas e como continua sendo uma fonte de inspiração para os criadores contemporâneos. Confira abaixo mais informações sobre o ciclo "A Arte e a II Guerra Mundial".

The rape of Europe
Parte 1: Quinta-feira, dia 7 de novembro, às 21h (e 19h em Manaus)
Parte 2: Quinta-feira, dia 14 de novembro, às 21h (e 19h em Manaus)

Este poderoso documentário conta a épica história do roubo sistemático, da destruição deliberada e da milagrosa sobrevivência dos tesouros da Arte Européia durante o Terceiro Reich e a Segunda Guerra Mundial. Por vinte longos anos, os nazistas saquearam e destruíram arte em uma escala sem precedentes na história. Mas profissionais do ramo artístico e heróis comuns, desde caminhoneiros a funcionários de grandes lojas, lutaram para proteger, resgatar e devolver os milhões de tesouros perdidos, ocultados e roubados. Atualmente, o legado desta trágica história continua tendo como resultado famílias de colecionadores de importantes peças de arte saqueada, conservadores dedicados a reparação de danos e nações disputando o destino dos restos artísticos da guerra.

[creditos:25966e04cf]
Divulgação / The rape of Europe [/creditos:25966e04cf]

Wonders Are Many
Quinta-feira, dia 21 de novembro, às 20h30 (e 18h30 em Manaus)[/i]

“Wonders are many” é um documentário que segue o compositor John Adams e o diretor Peter Sellars no transcurso do ano que trabalharam para transformar a lenda de J. Robert Oppenheimer num drama musical como nenhum outro: o estranho e maravilhoso Dr. Atomic. A criação da ópera se desenvolve enquanto Sellars e Adams lutam para fazer arte com a mais selvagem arma da história, o documentário explora os inquietantes 60 anos da história das armas nucleares. Mostra fatos reais por trás do drama em cena e as acidentais ações (e não ações) dos homens trabalhando no primeiro dispositivo nuclear. Implicitamente ao longo da obra, num presente que convive com o terrorismo, a proliferação nuclear e a luta contra essa proliferação, surge a pergunta: Como a arte pode fazer história na atualidade política? O documentário realiza uma poderosa afirmação que, como entenderam os gregos, “a arte pública é essencial para o bem público”.

[creditos:25966e04cf]
Divulgação / Wonders Are Many [/creditos:25966e04cf]

Dr. Atomic
Sábado, dia 23 de novembro, às 18h (e 16h em Manaus)[/i]

Dr. Atomic é uma ópera em dois atos com música de John Adams e libreto em inglês de Peter Sellars. A obra está centrada no grande stress e ansiedade padecidos pelos que estavam em Los Alamos enquanto era preparado o teste da primeira bomba atômica (o "test Trinity"). O primeiro ato transcorre aproximadamente um mês antes do teste e o segundo ato na manhã do dia 16 de julho de 1945 (o dia do teste). A obra está centrada nos personagens principais do Projeto Manhattan, especialmente Robert Oppenheimer, o general Leslie Groves e também apresenta a Kitty Oppenheimer, a esposa de Robert e sua ansiedade com o projeto de seu marido. Sellars adaptou o libreto a partir de fontes históricas primárias. O libreto também possui citações de Bhagavad-Gita, canções em Tewa, os Sonetos sagrados de John Donne e a poesia de Charles Baudelaire e Muriel Rukeyser. Gravada ao vivo em Amsterdã no dia 7 de junho de 2007.