history John Fitzgerald Kennedy, o 35º presidente dos Estados Unidos, foi assassinado em 22 de novembro de 1963, quando circulava em sua limusine presidencial pela Plaza Dealey, em Dallas, Texas. Seu mandato, de apenas 1063 dias, foi interrompido pelos tiros disparados pelo ex-integrante do Corpo de Fuzileiros Navais Lee Harvey Oswald. O motivo do assassinato, no entanto, gerou inúmeras teorias conspiratórias. Para lembrar os 50 anos da trágica morte de JFK, o History Channel estreia dois especiais de duas horas cada sobre o assunto, no sábado, 30 de novembro.


Assassinato de JFK é destaque em especiais do History
Divulgação/History

Às 20h, vai ao ar "O Assassinato de John Kennedy", onde especialistas como Vincent Bugliosi, Max Holland, Gerald Posner, Robert Groden e Jefferson Morle discutiram as teorias populares, as evidências e toda a gama de teorias de conspiração a respeito do assassinato do JFK. De acordo com a pesquisa, 74% dos americanos acreditam que Oswald era um bode expiatório, existem 311 teorias conspiratórias, 42 grupos responsáveis por planejar o crime – máfia, comunista (ligados a Castro e ao Kremlin), CIA, Pentágono e industriais – e 82 assassinos.

Às 22h, vai ao "As últimas 48 horas de Lee Harvey Oswald". As últimas ações de Lee Oswald após os acontecimentos em Dallas são documentadas neste especial de duas horas, sob uma nova perspectiva. A polícia de Dallas estava convencida de que Oswald era o único suspeito, mas ele foi morto dois dias depois do assassinato do presidente. O programa refaz os acontecimentos minuto a minuto destas 48 horas.

Especiais John Fitzgerald Kennedy vai ao ar dia 30 de novembro, a partir das 20h no History Channel.