Em dezembro, a grande estreia do canal de televisão por assinatura Arte 1 é a série “Caravaggio”, sobre um dos mais revolucionários mestres do barroco, que rendeu ao cineasta Angelo Longoni o prêmio Capri Hollywood em 2007 de melhor diretor. A superprodução custou 10 milhões de euros e foi feita pela televisão estatal italiana RAI. Foram necessárias 12 semanas de filmagens, entre locações na Sérvia, Roma e Sicília, com mais de 900 profissionais envolvidos.

[creditos:30e42ff0a5]
Divulgação [/creditos:30e42ff0a5]

Com roteiro de James H. Carrington e Andrea Purgatori, a série tem Vittorio Storaro como diretor de fotografia. Vencedor de três Oscar pelos filmes “Apocalypse Now”, “Reds” e “O Último Imperador”, Storaro é conhecido por usar técnicas de luz próximas às aplicadas por Caravaggio em suas telas. O diretor de fotografia cita especificamente a obra “A Vocação de São Mateus” como uma inspiração para sua carreira. O óleo com mais de três metros de altura aparece na série.

Caravaggio” contextualiza o artista em sua época, vivendo entre colegas pintores, nobres e inimigos poderosos, como os membros da Inquisição. Reconstitui também a origem de pinturas famosas, como “Judite e Holofernes”. É o ator Alessio Boni quem dá vida ao pintor Michelangelo Merisi, nascido em Caravaggio, região de Lombardia, na Itália.

A série “Caravaggio” começou a ser exibida no Arte 1 Em Série nesta última segunda-feira, dia 2 de dezembro, às 20h (e 17h em Rio Branco), e em horários alternativos.