O inicio da comemoração dos 50 anos da Rede Globo começa em janeiro com um projeto inédito. "Luz, Câmera, 50 anos" mostra ao público uma nova leitura de alguns dos grandes sucessos que fizeram parte da história da televisão brasileira. O projeto exibirá 12 longas-metragens extraídos de séries e minisséries que marcaram época.

"O Canto da Sereia" será a obra de estreia no dia 6 de janeiro. Baseada no romance de Nelson Motta, a história mostra os bastidores da vida da personagem Sereia, uma grande estrela da música pop, assassinada no alto de um trio elétrico, durante a sua apresentação na terça-feira de Carnaval, em Salvador. Dinheiro, fama, inveja, idolatria, suspense, mistério, amor e ódio se enredam na teia de segredos da trama contemporânea. Foi exibida em 2013, dirigida por José Luiz Villamarim e escrita por George Moura e Patrícia Andrade, com atuação de Isis Valverde, Marcos Palmeira, Camila Morgado e Gabriel Braga Nunes, entre outros.

Os outros telefilmes que serão exibidos são "Lampião e Maria Bonita", de 1982, "Anos Dourados", de 1986, "O Pagador de Promessas", de 1988, "As Noivas de Copacabana", de 1992, "Presença de Anita", de 2001, "Ó Paí, Ó", de 2008, "Força-Tarefa", de 2009, "Maysa, Quando Fala o Coração", de 2009, "Dalva & Herivelto – Uma Canção de Amor", de 2010, "Dercy de Verdade", de 2012 e "A Teia", de 2014.