A primeira hora depois de um acidente com vítimas em estado grave é um momento crítico; as providências tomadas nesse estágio pré-hospitalar determinam as chances de sobrevivência do paciente. Os ferimentos severos precisam ser identificados e amenizados o mais rápido possível – em locais distantes do preparo e estrutura dos hospitais.

Dividida em três episódios, Resgate no Limite acompanha equipes de atendimento pré-hospitalar que atuam na região metropolitana de Londres. A minissérie estreia na quarta-feira, 28 de janeiro, às 20h40.

No primeiro episódio, a Dra. Marietjie Slabbert, ou apenas "MJ", encontra Rumen, um rapaz acidentado mas ainda consciente. Com calma, ela investiga as dores antes de sedá-lo – na ausência de equipamentos para o diagnóstico de lesões internas, as reações do paciente são fundamentais. MJ faz de tudo para estabilizar Rumen, enquanto tenta enviá-lo ao hospital mais próximo.

Já o Dr. Gareth Davies enfrenta um caso que surpreende até mesmo os que fazem parte da unidade móvel especializada em emergências cardíacas. Ele é chamado a uma das ruas mais movimentadas de Londres para socorrer Zoe, uma mulher de 29 anos recém-casada que sofreu um infarto. Em um depoimento tocante, o médico conta suas impressões, sentimentos e o que fez para evitar que Zoe sofresse danos cerebrais irreversíveis.

Ainda no primeiro episódio, a minissérie conta o caso de Bill, trabalhador rural esmagado por uma vaca de 650 quilos. Fora de Londres, atender pacientes nos limites dos sessenta minutos fica ainda mais difícil. Uma equipe de socorro aéreo é destacada e os médicos tentam identificar os ameaçadores ferimentos internos antes de lavarem Bill ao hospital.
A edição desenvolve os três casos em paralelo e, ao final dos episódios, os sobreviventes contam a versão de quem teve a vida salva por um estranho.