No aniversário dos 461 anos da cidade de São Paulo, no dia 25 de janeiro, domingo, o canal SescTV exibirá seis programas que, de alguma forma, têm a terra da garoa como tema. São debate, documentários, show e curta-metragem, que permearão a grade de programação do canal entre 0h e 23h30.

À 0h será apresentado o episódio Cidade Distópica, da série Contraplano, dirigida por Luiz R. Cabral, que mostra conversa entre a historiadora Mary Del Priore e a ensaísta Ivana Bentes sobre histórias de amor e violência em filmes que têm as metrópoles como pano de fundo. Dentre os curtas comentados estão Os 12 Trabalhos (2006), de Ricardo Elias, e Não Por Acaso (2007), de Philippe Barcinski, que trazem a capital paulista como cenário. As debatedoras discutem também os filmes Amores Brutos (2000), direção de Alejandro González Iñárritu; e Abutres (2010), de Pablo Trapero.

Às 12h, o episódio Biblioteca Mário de Andrade, da série Arquiteturas, com direção do jornalista Paulo Markun e do cineasta Sérgio Roizenblit, fala sobre a importância dessa biblioteca, que é considerada marco da arquitetura art déco. Um projeto político de modernização, que inicia um trabalho de expansão e verticalização da capital paulista, ultrapassando os limites do centro velho.

Às 18h, o show Itamar Assumpção Inéditos destaca composições dos álbuns Pretobrás II e III do cantor e compositor, que foi um dos ícones do movimento Vanguarda Paulista, nos anos 1970 e 1980, formado por artistas que produziam seus próprios discos, sem depender das gravadoras. Falecido em 2003, Assumpção tem suas canções interpretadas por Elza Soares, Zélia Duncan, Nana Vasconcelos, BNegão, Andréia Dias, banda Isca de Polícia, que o acompanhou durante anos, além da participação de outros músicos convidados. O programa conta ainda com depoimentos de familiares e amigos do cantor, como Arrigo Barnabé, e tem direção para TV de Daniel dos Santos.

Às 19h, o documentário Remédio da Alma, da série Temporal, com direção de Kiko Goifman e Olivia Brenga, aborda a música popular brasileira, do rock ao choro, passando pela seresta. Em diferentes locais da capital paulista, a produção entrevista pais e filhos que tocam juntos, como o guitarrista Luiz Chagas, que integrou a banda Isca de Polícia, e a cantora Tulipa Ruiz. Dentre os assuntos tratados por eles estão o interesse dos mais jovens por choro e por músicas antigas; a importância do contato entre o jovem e uma pessoa mais velha; e os cantores de serestas.

Às 20h, o episódio Apartamento, da série Habitar Habitat, dirigida por Paulo Markun e Sérgio Roizenblit, apresenta esse tipo de moradia que se tornou comum nas grandes cidades, e mostra a diversidade de estilos arquitetônicos dos edifícios da capital paulista.

Às 22h30, a programação fecha com Cine Camelô (2011), filme dirigido por Clarissa Forjaz Knol, vencedor do Prêmio SescTV, categoria Diretor Estreante, no Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo de 2012. A produção mistura documentário e ficção na rua 25 de Março, região central da capital paulista. Ali uma banca expõe a placa Faça seu Filme e oferece aos transeuntes a possibilidade de protagonizar seus próprios filmes de drama e comédia.