O Globo Repórter desta sexta-feira, dia 10, visita a Sérvia, país que existe há apenas nove anos, mas que, ainda assim, é repleto de história.

Glória Maria nos leva a um passeio pela capital Belgrado, onde encontra a contradição da história de um dos lugares mais antigos do mundo com a busca de uma nova identidade pós-guerra. “Encontramos um povo que apesar de toda a destruição, sabe ser feliz. O empenho na reconstrução local é impressionante”, conta Glória.

A Catedral de Belgrado, o maior templo ortodoxo da Europa, foi erguido sobre o local onde acredita-se terem sido cremados os restos mortais de São Sava, fundador da Igreja Ortodoxa Sérvia. Dali, a equipe do programa vai até a Igreja de São Jorge, uma construção inteira em mármore branco na parte externa. Dentro da igreja do santo padroeiro do país, muito ouro e 40 milhões de mosaicos.

No interior, onde vive metade da população do país, a Sérvia é um país campestre com paisagens deslumbrantes e uma culinária sem igual – alimentos orgânicos e a famosa cachaça local, feita a base de ameixas azuis e envelhecida em barricas de carvalho, são algumas das iguarias da região. Há também a super-uva, que apesar de não ser de alta qualidade, produz um vinho muito bom para a saúde.