Em tributo à memória do escritor e jornalista uruguaio Eduardo Galeano, que faleceu nesta segunda-feira, o programa Observatório da Imprensa exibe uma edição especial com o célebre autor na madrugada desta terça, dia 14 de abril, para quarta-feira (15), à 0h30, na TV Brasil.

Na entrevista exclusiva concedida ao apresentador Alberto Dines, em sua residência, em Montevidéu, o premiado escritor discorre sobre vários assuntos sob a perspectiva do futebol. Gravado em 30 de junho de 2010, durante a Copa do Mundo da África do Sul, o programa foi ao ar na semana seguinte, no dia 06 de julho na telinha da emissora pública. “O futebol é uma alegria que dói”, sentencia o mestre logo no início do descontraído bate-papo.

Durante a conversa, o saudoso jornalista uruguaio discute os fenômenos relacionados ao futebol. Estudioso e apaixonado pelo esporte, Galeano é autor do livro “O futebol ao sol e à sombra”, publicado em 1995, obra que revisa a trajetória histórica do jogo. Na publicação, o autor compara o esporte mais popular do mundo com uma performance teatral e até com a guerra.

Ainda atual, a entrevista de Galeano traz reflexões importantes. O experiente escritor analisa as questões econômicas do esporte e critica o que chama de uma “aliança profana” com corporações globais. Polêmicas relacionadas ao jogo de poder que rola fora das quatro linhas também não são deixadas de lado. O talento, segundo ele, é o que mais importa para o torcedor que realmente ama o futebol.

Em época de Copa, Eduardo Galeano pendurava um cartaz na porta de sua casa onde se via inscrita a seguinte frase: “Fechado para o futebol”. O cartaz só era retirado após a final do Mundial. Entre um jogo e outro da competição africana em 2010, ele recebeu a equipe do Observatório da Imprensa para falar dessa forma de arte com a bola nos pés, numa tabelinha com Alberto Dines.