No mês em que se comemoram as festas juninas, o Ver TV desta sexta (19), às 20h00, na TV Brasil, faz uma homenagem à maior defensora das tradições caipiras do país: Inezita Barroso.

A vida da cantora confunde-se com a história da televisão e da cultura brasileira. Foram mais de 60 anos cantando a música de raiz e mais de 30 anos à frente do programa Viola, Minha Viola. Apresentado por Lalo Leal, o Ver TV desta semana lembra da carreira dessa artista.

Ela era uma moleca, ela quebrava estruturas e ela tinha plena consciência, primeiro, do valor dela, da grandeza da moda de viola, da música do campo”, destaca o jornalista e escritor Assis Ângelo, pesquisador da cultura popular e autor do livro "A menina Inezita Barroso".

Para outro convidado do programa, o músico Ivan Vilela, professor de viola caipira da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, Inezita é a mais fidedigna defensora dos ideais de Mário de Andrade. “A pessoa que foi garimpar a cultura popular, garimpar o folclore, e dar um tratamento quase que erudito para essas gravações”.

Também autor de uma publicação sobre a homenageada, "Inezita Barroso, com a espada e a viola na mão", o produtor audiovisual Valdemar Jorge,que trabalhou por trinta anos na TV Cultura, onde conviveu com a cantora, acredita que as futuras gerações ainda vão conhecê-la. “Quando ele começa a procurar outras músicas brasileiras, outros sons, ele começa a descobrir a Inezita”.