O canal de televisão por assinatura Universal exibe no dia 20 de julho, segunda-feira, às 23h, o 21º episódio inédito da terceira temporada de Chicago Fire, que conta com a participação especial de Joel Marsh Garland ("Orange is the New Black") e nova participação recorrente de Dora Madison ("Dexter").

Em "We Called Her Jellybean", Jessica (Dora Madison), a nova paramédica, se apresenta para os novos colegas de trabalho e conta que todos a chamam de Chilli porque ela odeia seu nome. A equipe não se empolga com a chegada da nova integrante por sentirem falta de Mills (Charlie Barnett). Então, Boden (Eamonn Walker) fica incomodado e briga com todos.

Logo todos são chamados para um salvamento e Sylvie (Kara Killmer) se enturma com a nova parceira. Quando chegam ao local, um prédio está em chamas, o vizinho reclama com os bombeiros e diz que eles não devem deixar o fogo atingir sua casa.

No prédio, Dawson encontra o dono do local, Billy (Joel Marsh Garland) e, com a ajuda de Otis (Yuri Sardarov), consegue retirá-lo em segurança. Mas o homem lhes avisa que a vizinha do andar de cima estava em casa. Dentro do prédio, Severide (Taylor Kinney) encontra a mulher, mas acaba preso entre os dois andares.

Após o resgate, Sylvie reconhece que Chilli foi muito bem no seu primeiro dia e as duas se tornam amigas. Otis conversa com Cruz (Joe Minoso) sobre Rice (Warren Christie), ele não estava ajudando quando Severide precisou no incêndio.

Casey (Jesse Spencer) pede ajuda com a reforma da boate em que está trabalhando. Otis e Cruz não estão disponíveis, então, Dawson (Monica Raymund) se oferece para ajudar apenas para provocar o ex-namorado. Após, Antonio (Jon Seda) chega ao batalhão e conta que a mulher que foi resgatada do incêndio havia sofrido abuso sexual e deixada no local em chamas para morrer. O caso passa a contar com a investigação das equipes de Chicago P.D e Law & Order: Special Victims Unit.