O caso Amarildo é relembrado pela GloboNews no documentário "O Estopim", que estreia no canal. No dia 14 de julho de 2013, o pedreiro Amarildo de Souza desapareceu durante a "Operação Paz Armada", de combate ao tráfico na Rocinha. Seis meses após o desaparecimento, a Justiça decretou a morte presumida do pedreiro, que teria sido torturado por policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora da comunidade.

A busca por Amarildo se transformou em um símbolo da luta da sociedade civil contra a violência policial nas favelas e é o fio condutor do documentário ,que questiona a militarização do projeto de governo e aborda a rotina das comunidades cariocas desde a implantação das UPPs.

"O Estopim" estreia dia 11 de julho, às 20h30