Comunicação é a chave para o sucesso em diversos negócios. É preciso que todas as áreas envolvidas conversem entre si.

E isto parece que não tem ocorrido entre Globo, Multishow e operadoras espalhadas pelo país quando o assunto é o sinal alternativo "Multishow Fuso".

O "Multishow Fuso" foi criado para que os assinantes das regiões que não seguiam o horário de Brasília tivessem acesso ao bloco ao vivo do Big Brother Brasil logo após a exibição regional do programa pela Globo.

No entanto, a Globo decidiu acabar com a Rede Fuso (exibia a grade de programação com 1 hora de atraso) na maior parte dos estados brasileiros em 2017. O sinal continuou existindo apenas para os moradores do Acre devido a diferença de até 3 horas em relação ao horário de Brasília. Sendo reativado nos estados do nordeste durante o horário de verão iniciado no final de 2017.

O problema é que neste ano, com a estreia do BBB18, o sinal do Multishow Fuso foi novamente ativado, mesmo para estados que não possuem mais o sinal alternativo da TV Globo. Este é o caso, por exemplo, dos moradores de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Nestes dois estados, a programação local da TV Globo segue os mesmos horários da rede, sem atrasos. No entanto, o Multishow Fuso foi disponibilizados. Com isto, por exemplo, os flashes ao vivo do BBB18 não são exibidos após a exibição na TV aberta, mas com um atraso de 1 hora.

Além disto, assinantes que possuem receptores com recursos de gravação ficam impedidos de gravar qualquer atração do Multishow já que por padrão o sinal é redirecionado para um sinal virtual alternativo.

De quem seria a culpa pela falha na comunicação e ativação inadequada do Multishow Fuso? Seria a Globo? Seria o Multishow? Ou seriam as operadoras? Em algum momento, a comunicação foi "cortada"… resta saber até quando continuará assim sem ninguém perceber a falha…