O "Recordar é TV" lança mão da inteligência e do humor de Chico Anysio na edição desta terça (27) na TV Brasil. O ator, compositor, escritor, diretor e roteirista criou ao longo da carreira mais de 200 personagens, sendo que alguns desses se misturam à história da televisão brasileira.

Para celebrar a obra do saudoso comediante, a emissora pública utiliza o conteúdo preservado de seu acervo. A TV Brasil resgata do arquivo uma entrevista que o comediante concedeu ao cartunista Ziraldo no programa "O Papo" da extinta TV Educativa do Rio na década de 1980.

Durante a conversa, é possível reconhecer o homem generoso e elegante, capaz de revelar novos talentos e ajudar veteranos. Chico Anysio lembra de sua infância, comenta o início da carreira no rádio ao lado de Haroldo Barbosa e explica seu processo criativo para compor personagens. Ele conta para Ziraldo que voz, tipo, personalidade e caracterização foram os pontos de partida para o desenvolvimento de tantos papeis. A versatilidade era uma de suas marcas.

Com bordões fortes e inesquecíveis, ele aliava humor, paródia e crítica em figuras únicas como Alberto Roberto, Justo Veríssimo, Nazareno, Pantaleão, Salomé e muitos outros. As frases "E o salário, ó!" e "É vapt-vupt!", por exemplo, são identificadas até hoje com o Professor Raimundo. Chico Anysio teve uma longa e bem sucedida carreira de décadas no rádio, na televisão, na música e também na literatura. O humorista faleceu aos 80 anos em 23 de março de 2012.

"Recordar é TV" vai ao ar no dia 27 de fevereiro, às 22h45 na TV Brasil.