Nesta sexta-feira (30), o [b]Canal Brasil [/b]homenageia o jornalista e produtor musical Carlos Eduardo Miranda, o Miranda, morto na última quinta-feira (22). Às 18h45, o programa[b] “Eletrogordo” [/b]resgata a entrevista concedida por ele ao apresentador João Gordo. Na sequência, às 19h, vai ao ar o filme[b] “Sem Dentes – Banguela Records e a Turma de 94[/b]”, que conta as muitas histórias do selo criado por Miranda, que lançou artistas como Raimundos e Mundo Livre S/A.

Na entrevista a João Gordo, Miranda fala sobre a paternidade tardia, o início da carreira no Rio Grande do Sul, as bandas que lançou na década de 1990, e o atual cenário musical brasileiro. “Eu gosto muito de funk (…). Isso é musica do povo para o povo. O rock do Brasil hoje é o funk”, afirmou.

Já o documentário[b] “Sem Dentes – Banguela Records e a Turma de 94[/b]”, dirigido por Ricardo Alexandre, aborda o cenário do rock no início dos anos 90 e o surgimento do Banguela Records, selo criado por Miranda e pelos Titãs. Em uma entrevista que fez com a banda para a revista Bizz, Miranda apresentou a eles, em uma fita cassete, uma série de grupos que estavam despontando no cenário independente: Chico Science e Nação Zumbi, Pato Fu, Planet Hemp e Maskavo Roots. Ali nascia a ideia do selo que, apesar de ter durado pouco mais de um ano, tornou-se símbolo de uma geração.

A programação em homenagem a Carlos Eduardo Miranda no dia 30 de março, a partir das 18h45 no [b]Canal Brasil[/b].