Jorge Furtado encantou-se pelo nome Primavera das Neves ao ler a assinatura da tradutora nas primeiras páginas dos livros "Alice no País das Maravilhas" e "Alice Através do Espelho", clássicos de Lewis Carrol. Ao buscar pela intelectual na Internet, achou uma única menção vasculhando portais e decidiu escrever um texto sobre o assunto. Três anos depois, uma amiga de infância da portuguesa radicada no Brasil fazia a mesma pesquisa na rede quando se deparou com a postagem do cineasta. A partir desse encontro virtual surgiu o documentário "Quem É Primavera das Neves?" do realizador gaúcho – assinado em parceria com Ana Luiza Azevedo –, um resgate da memória de uma personagem que trouxe para a nossa língua palavras de grandes autores internacionais.

Primavera Ácrata Saiz das Neves era uma tradutora e poeta portuguesa, que veio para o Brasil aos nove anos quando os pais fugiam da ditadura de Franco e Salazar. Aos 18 anos Primavera volta a Portugal e se apaixona por um jovem tenente português, Manoel Pedroso. E é Manoel quem revela outros detalhes dessa história: a vida dele com Primavera em Portugal, a resistência à ditadura Salazarista, o exílio na embaixada brasileira, a fuga para o Brasil pouco antes do golpe de 64 com uma filha de seis meses no colo. Primavera morreu aos 48 anos, falava seis idiomas, traduziu mais de oitenta livros e deixou uma obra poética até aqui inédita. Uma vida curta, intensa, com um tanto de aventura e muita melancolia.

"Quem É Primavera das Neves?" estreia dia 12 de março, às 22h no Canal Brasil.