Inovação e reinvenção são constantes do mundo dos negócios, cada vez menos previsível. Da agricultura ao relacionamento entre clientes e instituições, nada escapa da necessidade permanente de atualização e detecção de novas tendências. Em sua nova temporada, que estreia na segunda-feira (19), o "Mundo S/A" traz nove episódios que exemplificam bem a diversidade de setores que investem em tecnologia e na geração de valores e propósitos para suas marcas.

O episódio de estreia tem como tema o agronegócio brasileiro, um dos mais importantes do mundo, empregando cerca de 19 milhões de pessoas. Em um setor que é bem tradicional, as startups encontraram espaço para crescer e mudar as relações de trabalho e também com o consumidor. O programa mostra que esse universo está sendo contagiado pela tecnologia, com aplicativos para reduzir o uso de água, plataformas para gerenciar o gado à distância e drones desenvolvidos para mapear fazendas.

Na onda da sustentabilidade, estão também os produtos de limpeza. Grandes empresas e startups surgem com propostas de produtos tão eficientes quanto os tradicionais, mas com fórmulas naturais, orgânicas, biodegradáveis e embalagens sustentáveis. Outro episódio fala sobre o coliving, a evolução dos coworkings. Agora, além de trabalhar em lugares compartilhados, é possível morar nesses ambientes. O mercado da corrida de rua; a tecnologia nos seguros; a biomimética; a biometria facial.e o upcycling, reciclagem que se propõe a aumentar a vida útil dos materiais, também são apresentados na nova temporada.

Como já é tradicional, o "Mundo S/A" traz um episódio dedicado ao empreendedorismo social. Desta vez, o assunto será alimentação, abordando a marmita saudável, acessível às famílias de baixa renda; além de aplicativos, nutricionistas, alimentação orgânica e preocupação com os pequenos produtores.

O "Mundo S/A" tem apresentação de Maria Prata e estreia nova temporada no dia 19 de março, às 23h na GloboNews.