Estreia neste domingo, dia 4 de março, às 20h, no canal Terraviva, o primeiro programa sobre uma raça de cavalos da televisão brasileira: “Cavalos Crioulos”. A raça crioula, marcada pela rusticidade e resistência, tem hoje um plantel de mais de 400 mil animais distribuídos em todo o Brasil e movimenta anualmente R$ 1,28 bilhão.

O programa semanal é uma produção conjunta do canal Terraviva e da Band RS, com apresentação da jornalista Valéria Maciel (foto), que há muitos anos acompanha a Raça Crioula mundo a fora, mostrando competições e diferentes culturas. “É interessante ver como o mesmo cavalo, a mesma raça, assume perfis totalmente distintos de acordo com o lugar. São experiências incríveis", afirma a apresentadora. Ela conta que são 14 anos de estrada: “já gravamos no Uruguai, na Argentina, no Chile, na Alemanha, na França, nos Estados Unidos e em todos os recantos do Estado, sempre atrás de boas histórias, relacionadas com cavalos”.

O cavalo Crioulo tem sua origem nos equinos Andaluz e Jacas espanhóis, trazidos da península ibérica no século XVI pelos colonizadores. Estabelecidos na Argentina, Chile, Uruguai, Paraguai, Peru e sul do Brasil, muitos desses animais passaram a viver livres, formando manadas selvagens que, durante cerca de quatro séculos, enfrentaram temperaturas extremas e condições adversas de alimentação. Em meados do século XIX, fazendeiros do sul do continente começaram a tomar consciência da importância e da qualidade dos cavalos que vagavam por suas terras. Esta nova raça, bem definida e com características próprias, passou a ser preservada, vindo a ganhar notoriedade mundial a partir do século XX, quando a seleção técnica exaltou o seu valor e comprovou suas virtudes.

A Band RS também apresentará o programa Cavalos Crioulos, às 8 horas da manhã de domingo. No Terraviva, além do horário das 20h aos domingos, o programa será reapresentado na segunda-feira às 7h e na quinta-feira às 13h.