Após ser disponibilizado no Globo Play e ser exibida pelo Mais Globosat, "Carcereiros", a produção original da Globo estreia nesta quinta (26) na TV aberta. Assinada por Fernando Bonassi, Marçal Aquino e Denisson Ramalho, escrita com Marcelo Staroubinas, livremente inspirada na obra de Drauzio Varela, a trama é estrelada por Rodrigo Lombardi que vive o personagem Adriano, profissional encarregado pela guarda dos presos e que vive as dificuldades do encarceramento: a dele e a dos presidiários.

Na trama, Adriano é um carcereiro responsável por passar o cadeado e controlar todo acesso às celas de um presídio. Íntegro e avesso à violência, ele tem na palavra sua maior arma. Dela se vale para garantir o mínimo de tranquilidade no ambiente de trabalho, enquanto os dilemas em casa tomam proporções inesperadas até mesmo para quem está habituado a lidar com situações extremas. Em meio ao contexto de risco que enfrenta na prisão, ele ainda precisa buscar maneiras de lidar com as cobranças da sua mulher que quer ter um filho, com sua filha adolescente, e com seu pai que também foi carcereiro. Colocado diariamente diante de dilemas éticos e morais, o carcereiro vive entre muros, grades, armas, ameaças e conflitos – humanos e psicológicos, principalmente.

O que vem a seguir são os dilemas que Adriano tem de enfrentar ao lado dos colegas, como Juscelino (Aílton Graça), Vinícius (Jean Amorin) e Isaías (Lourinelson Vladmir), agentes penitenciários que têm personalidades e objetivos distintos nesta carreira. Enquanto um das áreas já está “virada”, tomada pelos detentos, Adriano e Valdir são feitos reféns em outra ala. A única condição para que sejam liberados é que Adriano tire Binho (Diogo Salles) do local onde a rebelião já acontece e o leve para o pai, conhecido como Engenheiro (Thogun Teixeira), onde ele e o colega estão encurralados. É o tipo de situação em que o carcereiro não tem escolha. Ou ele resolve ou sua vida e a de Valdir chegarão ao fim.

Esse é só mais um dia na rotina da Vila Rosário. Os problemas parecem terminar quando Adriano deixa a penitenciária para trás; ele volta para casa, humilde e não necessariamente da maneira como gostaria que fosse, e se depara com questões que não podem ser resolvidas do mesmo jeito que tem aprendido a lidar ao longo da vida.

A série conta ainda com um grande número de participações especiais em seus episódios. Cada um deles terá histórias com início e fim, lançando luz sobre determinado personagem, que é interpretado por nomes como Matheus Naschtergaele, Chico Diaz, Thogun Teixeira, Projota, Letícia Sabatella, Carol Castro, Caco Ciocler, Gabriel Leone, Samantha Schmutz, entre outros.

Além de Rodrigo Lombardi, Othon Bastos, Mariana Nunes, Giovanna Ríspoli, Aílton Graça e Tony Tornado, a série conta com Lourinelson Vladmir, Jean Amorim e Nani de Oliveira e tem participações especiais de Chico Diaz, Matheus Nachtergaele, Projota, Letícia Sabatella, Carol Castro, Caco Ciocler, Gabriel Leone, Samantha Schmutz, entre outros.

A obra ganha três episódios inéditos para a versão da TV, além dos doze já disponíveis no Globo Play. A série já tem uma segunda temporada sendo produzida. "Carcereiros" estreia dia 26 de abril, às 22h30 na Globo.