Nesta segunda (06), o Canal Brasil estreia o documentário "Para Além da Curva da Estrada". A recente paralisação de caminhoneiros por todo o Brasil trouxe às páginas dos jornais alguns dos problemas do cotidiano da classe. Rodovias esburacadas, perigosas e sem sinalização, condições de trabalho precárias, custos altos de combustível e pedágio e vencimentos incapazes de valorizar tantas horas atrás dos volantes.

Muito antes da crise, no entanto, o diretor Guilherme Azevedo já havia denunciado muitas das demandas e ouvido os dramas da profissão, como a saudade de casa, abuso de drogas, a vida familiar itinerante e os riscos de acidentes em tantos quilômetros depois de passar 50 dias nas autopistas responsáveis por interligar a malha rodoviária do país.

O guião do filme é pilotado por Jorge Lisboa, caminhoneiro há 36 anos. A partir dos depoimentos de quem ele encontra pelo caminho e dos roteiros do protagonista Brasil adentro, o filme faz um amplo panorama da situação desses trabalhadores, elucidando diversos aspectos do cotidiano nas estradas. A cada ponto de parada, Jorge esbarra com amigos feitos em três décadas rodadas, lembrando casos marcantes – com destaque para o encontro com um frentista que lhe salvou após um acidente – e episódios típicos da rotina itinerante. Bem-humorado e carismático, o personagem extrai declarações reveladoras de motoristas sobre como descobriram a vocação para o ofício, o início da vida sobre rodas e a paixão pela profissão.

"Para Além da Curva da Estrada" estreia dia 06 de agosto, às 22h no Canal Brasil.